Valorant: Vivo Keyd é a campeã do VCT Challengers Brazil após vencer Liberty

  • Vivo Keyd
  • Notícias
  • Valorant: Vivo Keyd é a campeã do VCT Challengers Brazil após vencer Liberty

A Vivo Keyd venceu a Havan Liberty e ficou com o título da terceira etapa do VCT Challengers Brazil, torneio nacional de Valorant. A grande final, que ocorreu na noite deste domingo (22), contava com uma Liberty que não havia perdido um único mapa durante essa fase de playoffs e que chegava como ampla favorita na disputa pelo título. Porém, a Vivo Keyd chegou com uma postura diferente no duelo, teve a competência para fechar mapas muito acirrados e conquistou a vitória por 3-0 na melhor de cinco partidas (MD5). As parciais foram de 13-11, na Split, 16-14, na Bind, e 14-12, na Icebox.

Com o resultado, a Vivo Keyd levou para casa a premiação de R$ 60 mil, enquanto a Havan Liberty, com o vice-campeonato, ficou com o prêmio de R$ 40 mil. Vale destacar que ambas as equipes já haviam conquistado suas vagas para a próxima etapa do Masters, torneio internacional que acontece em Berlim, Alemanha. Confira, a seguir, todos os detalhes da final.

 

Mapa 1 (Split) – Vitória da Vivo Keyd

No round pistol, a Vivo Keyd, no ataque, conseguiu resistir após boa leitura da Havan Liberty e, com abates de Olavo “heat” Marcelo (Jett), abriu o placar. Após a Keyd emplacar uma boa sequência de vitórias, Gustavo “krain” Melara (Sage) apareceu com uma excelente jogada no spikesite A para garantir a defesa e o primeiro ponto para a Liberty. A Keyd seguiu superior nos duelos de mira e continuou a se distanciar no placar. A Havan sobreviveu com um bom retake liderado por Gabriel “shion” Vilela (Breach) e um clutch de Marcelo “pleets” Leite (Astra), mas Keyd ficou na vantagem nessa metade por 7-5.

No ataque, a Havan venceu o pistol, emplacou o round seguinte e chegou a empatar o placar. A Vivo Keyd evitou a virada, sofreu um susto ao perder um round econômico, mas devolveu com a mesma moeda ao sair com a vitória em seu próprio econômico também. Logo, os Guerreiros chegaram ao map point, viram a Havan sobreviver, com destaque para um clutch de Felipe “liazzi” Galiazzi (Raze), mas foi capaz de fechar a Split por 13-11 e causar a primeira derrota da Havan no torneio.

Mapa 2 (Bind) – Vitória da Vivo Keyd

Na Bind, foi a vez da Havan vencer o primeiro round pistol e abrir 2-0 no placar. A Vivo Keyd logo respondeu com uma boa movimentação ao spikesite A e um 4K de Gabriel “v1xen” Martins (Brimstone) para fazer seu primeiro ponto. Em seguida, seguiu para o empate em 2-2. Essa primeira metade seguiu muito equilibrada, com as equipes trocando rounds a todo o momento. A Havan chegou a ter uma vantagem de dois rounds no placar, mas teve sua sequência interrompida com uma boa ultimate de Lucas “ntk” Martins (Sova) e sofreu o empate em 6-6 em seguida, antes da virada de lados.

A Havan começou dominante no ataque e, mesmo perdendo o primeiro round armado, conseguiu chegar ao 10-7 no placar. Depois, a Vivo Keyd passou a fazer melhores leituras das movimentações da Havan e, com Murillo “murizzz” Tuchtenhagen (Raze) aparecendo para pegar abates importantes, chegou ao empate em 10-10. A Havan evitou a virada e chegou ao match point, mas novamente a Vivo Keyd se recuperou e, finalizando com um round perfeito, chegou ao 12-12 para forçar o overtime.

No primeiro round da prorrogação, v1xen (Brimstone) abriu o duelo com dois abates rápidos e deu o espaço para o 13° ponto da Vivo Keyd. A Havan sobreviveu a este e ao match point seguinte, mas não conseguiu resistir mais do que isso. Com v1xen (Brimstone) brilhando mais uma vez, a Vivo Keyd chegou à vitória em 15-13.

Mapa 3 (Icebox) – Vitória da Vivo Keyd

A Havan Liberty começou na Icebox contando com um 4K de Felipe “liazzi” Galiazzi (Jett) para garantir a vitória no pistol. A equipe seguiu avassaladora no ataque e, sem maiores dificuldades, abriu 6-0 no placar. Os jogadores da Vivo Keyd acordaram a partir do sétimo round, passaram a fazer melhores leituras das movimentações da Havan pela Icebox e emplacaram quatro rounds em sequência. A Havan chegou ao sétimo ponto para quebrar a sequência, mas a VK, em um belo retake no meio da ultimate da Viper de Rodrigo “myssen” Myssen, garantiu seu quinto ponto antes da virada de lados.

No segundo pistol, a Vivo Keyd, no ataque, contou com excelente trabalho de Jonathan “JhoW” Glória (Sage) para levar com facilidade esse round e chegou ao empate em 7-7 na rodada seguinte. A virada chegou em uma jogada bastante agressiva de Murillo “murizzz” Tuchtenhagen (Reyna), que buscou diversos abates na rodada para a vitória, quebrar a economia adversária e chegar ao 9-7. A Havan se recuperou após uma pausa tática e chegou à virada em 10-9. O jogo ficou ainda mais equilibrado a partir desse momento e chegou a um novo overtime em 12-12.

De volta à defesa, a Vivo Keyd contou com JhoW (Sage) para fazer uma boa leitura para impedir o plant da spike e ajudar sua equipe a chegar ao tournament point. A Havan fez uma nova pausa tática para tentar mudar o cenário, mas não adiantou. A Vivo Keyd fez um belo round no ponto do campeonato para fechar a Icebox em 14-12 e ficar com o título.

Deixe um Comentário

Voltar ao topo
Login
Carregando...
Cadastre-se
Carregando...
Developed by